Oftalmologia Mutton Sorocaba

Notícias

Saúde ocular do paciente diabético

A insulina, hormônio produzido pelo pâncreas, é responsável por controlar os níveis de açúcar no organismo humano. Quando ocorre falha na produção desse hormônio a glicose sanguínea torna-se elevada, podendo gerar uma série de complicações à saúde. Esse excesso de açúcar na corrente sanguínea é caracterizado como diabetes, doença que pode desencadear problemas como insuficiência renal, má circulação e uma série de danos para a visão, como: glaucoma, catarata e a retinopatia diabética.

Com relação a esses riscos à saúde ocular, é importante que o paciente diabético entenda que, além de manter o controle da glicose, é fundamental fazer avaliações periódicas com um oftalmologista.

A retinopatia diabética, por exemplo, é a doença ocular mais comum em pacientes diabéticos. Ela compromete a
parede dos vasos sanguíneos da retina, região conhecida Retinopatia diabética exsudativa.
São os casos em que as hemorragias e as gorduras afetam a mácula região da retina responsável pela visão central, usada para leitura.

Existem dois tipos de retinopatia

Retinopatia diabética proliferativa
São os casos em que as hemorragias e as gorduras afetam a mácula região da retina responsável pela visão central, usada para leitura.

Retinopatia diabética proliferativa
São os casos em que os vasos sanguíneos da retina se alteram o que ocasiona a proliferação de novos vasos, anormalmente frágeis, que podem causar sangramento.
Essa proliferação pode causar graus variáveis de comprometimento da retina, podendo inclusive levar a cegueira.

Além da retinopatia, pessoas que sofrem com a Diabetes possuem 40% mais chances de desenvolver glaucoma, que consiste na pressão elevada dos olhos e 60% mais chance de apresentarem catarata, que ocorre quando o cristalino (lente transparente do olho) fica opaco, causando bloqueio da luz.

Prevenção
Quem sofre com diabetes precisa fazer o exame de fundo de olho ao menos uma vez no ano. Durante a consulta ao oftalmologista, é imprescindível que o paciente explique seu histórico com a doença, isso auxiliará o médico a fazer
uma avaliação mais precisa.
Controlar glicose, pressão arterial e colesterol são outros cuidados fundamentais para evitar não só os problemas de visão ocasionados pela diabetes, mas quaisquer outras complicações relacionadas à doença. Esse controle é feito com: alimentação saudável, prática  de exercícios e uso correto dos medicamentos indicados pelo médico especialista.

Tratamento
Assim como na prevenção, a dieta adequada é base fundamental para o tratamento.
Também são utilizadas pílulas hipoglicemiantes e insulina, conforme indicação do endocrinologista.
Outra alternativa de tratamento é a fotocoagulação por raios laser. Procedimento no qual pequenas áreas da retina doente são cauterizadas com a luz de um raio laser, na tentativa de prevenir a progressão da Retinopatia Diabética. O ideal é que este tratamento seja administrado no início da doença, possibilitando melhores resultados. Por isso, é tão importante a consulta periódica ao oftalmologista

Fonte: CBO

× Atendimento via Whatsapp